saúde Archives - Página 2 de 3 - Multigastro

MultiGastro agora faz Endoscopia Digestiva à noite

Fazer endoscopia requer preparação e disponibilidade de tempo. Sabendo que a correria diária muitas vezes adia a realização desse procedimento, a MultiGastro agora realiza Endoscopia Digestiva no período da noite, das 18h às 21h, na unidade do Hospital Memorial São José, no Recife. O horário de atendimento noturno pode ser a solução, visto que permite que o paciente e seu acompanhante exerçam suas atividades normalmente durante o horário comercial. Outro ponto positivo da novidade: possibilita um lanche leve até às 11h, do dia do exame. A MultiGastro é a primeira clínica especializada em Endoscopia Digestiva a realizar esse tipo de exame à noite em Pernambuco. Para agendamento e informações, ligue para... Leia Mais

Exageros no Carnaval afetam a saúde do sistema gastrointestinal. A equipe da MultiGastro dá algumas dicas

O Carnaval está chegando para a alegria dos milhões de foliões que vão cair na folia do maior evento popular do Brasil. Mas é necessário tomar cuidado com a ingestão de certos alimentos e bebidas, principalmente se você tem alguma doença gastrointestinal como refluxo e gastrite. Quer curtir a festa momesca de forma segura? Confira as nossas dicas. Não exagere na bebida alcoólica – Além dos sintomas mais conhecidos, náuseas e dores de cabeça, o excesso do álcool pode irritar a mucosa e causar uma gastrite e úlceras. Por isso, beba com moderação. Dê preferência a alimentos leves – Durante os dias de festa, evite comer frituras, alimentos muito engordurados e apimentados como feijoada, para não se sentir pesado no meio da folia. Esses alimentos também prejudicam a digestão, deixando-a mais lenta e causando a sensação de estufamento. Aposte em frutas – Banana, maçã, pera, goiaba, laranja (mimo-do-céu) e mamão estão na lista de frutas recomendadas para uma boa digestão. Quem está livre de refluxo ou gastrite, inclua frutas cítricas, pois são mais ricas em vitamina C, responsáveis pelo fortalecimento do sistema imunológico. Hidratação – Além de cuidar da alimentação, os foliões também precisam ficar atentos à ingestão de líquidos. Por isso, para manter o corpo hidratado, beba bastante água e suco de frutas, que são mais saudáveis que os industrializados. Alimentos de rua – É difícil, mas, fundamental a escolha de locais limpos para fazer as refeições e evitar uma gastroenterite (infecção intestinal) em plena folia. O problema é causado por vírus ou bactérias. A diarreia intensa é o sintoma mais comum. Cuidados com a pele – Outro fator importante... Leia Mais

Conheça a importância da Colonoscopia Diagnóstica e Terapêutica

  Um dos principais serviços oferecidos pela MultiGastro a seus pacientes é a realização da Colonoscopia (Diagnóstica e Terapêutica), tanto para adultos quanto para crianças. De acordo com o médico Josué Santos, o exame tem como principal objetivo o diagnóstico e o tratamento precoce do câncer de cólon e reto, segundo tipo de câncer com maior incidência entre mulheres e o terceiro entre homens no Brasil. O endoscopista Josué Santos explica que com o passar dos anos, a colonoscopia vem avançando muito em função do treinamento médico e da qualidade dos equipamentos. “Isso torna os diagnósticos das lesões mais precisos, já que a segurança do exame é muito grande. Antigamente, a colonoscopia era tida como um tabu, mas hoje em dia isso não existe mais, nem para adultos nem para crianças, tornando mais fácil a prevenção do câncer de cólon e reto ”, observa. O médico da MultiGastro também falou sobre a possibilidade de se realizar uma cirurgia durante a realização da colonoscopia. “No momento em que é identificada uma lesão, o médico pode optar pela ressecção da mesma através de uma cirurgia endoscópica conhecida como polipectomia ou mucosectomia, que é uma técnica bastante efetiva e acontece rotineiramente. O acesso ao interior do cólon e reto é muito seguro, apesar de ser um exame invasivo”. Para pacientes assintomáticos, a colonoscopia é indicada a partir dos 50 anos, porém caso haja antecedentes de câncer de cólon ou reto na família, os critérios mudam. “Se houver queixas importantes, como alteração de hábito intestinal; sangramento digestivo baixo; eliminação de muco nas fezes ou cólicas abdominais recorrentes, a indicação da colonoscopia é automática,... Leia Mais

Gastrites e úlceras são doenças facilmente diagnosticadas pela endoscopia

      A endoscopia digestiva alta, realizada com o objetivo de analisar a mucosa do esôfago, estômago e a primeira parte do intestino delgado, é um procedimento oferecido pela MultiGastro, que permite facilmente o diagnóstico de doenças como gastrites e úlceras. O médico responsável pelo exame, o endoscopista, visualiza, através de um monitor de vídeo, as imagens do sistema digestivo do paciente, geradas pelo endoscópio, um tubo sensível equipado por um chip que serve como câmera. De acordo com o endoscopista Gerson Brasil, da MultiGastro, o exame é importante para que o médico possa identificar a causa de sintomas como vômitos, náuseas, dores abdominais, dificuldade de deglutição, entre outros. “A endoscopia também possui as funções de investigar sangramentos digestivos e obter biópsias que servem para distinguir lesões entre malignas e benignas”, declara. O médico Gerson Brasil ainda chama atenção para algumas recomendações que devem ser adotados pelo paciente para a realização dos exames, como estar em jejum há pelo menos oito horas e comunicar se possui alergia a alguma medicação que será utilizada durante o procedimento. Ainda segundo o médico da MultiGastro, antes do procedimento, o paciente recebe a aplicação de um sedativo intravenoso para que não sinta nenhum incômodo durante o exame, que dura entre 10 e 15 minutos, razão pela qual é obrigatório ir acompanhado de um adulto. “Posteriormente, o paciente deve ficar em repouso e evitar a realização de atividades que exijam concentração, como dirigir ou operar máquinas”, ressalta Gerson... Leia Mais

Doença do refluxo gastroesofágico atinge mais de 24 milhões de brasileiros

Você sabia que aquela sensação de queimação no estômago, que popularmente chamamos de azia, pode ser sintoma da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE)? Apesar de ser mais comum em idosos e gestantes, o refluxo pode atingir pessoas de todas as idades, incluindo bebês. Segundo um estudo nacional, a DRGE acomete 24,5 milhões de brasileiros, ou seja, o equivalente a 12% da população. De acordo com o endoscopista da MultiGastro, André Novaes, o refluxo ocorre quando o esfíncter inferior do esôfago (EIE), não funciona corretamente. “O EIE é um anel de músculo que age como uma válvula entre o esôfago e o estômago. Ele permanece fechado na maior parte do tempo, abrindo para a entrada de alimentos no estômago e fechando, posteriormente, para impedir que o suco gástrico penetre no esôfago. Mas ele pode apresentar uma certa incapacidade e não se fechar completamente, o que permite que esse líquido ácido escape do estômago, atinja o esôfago e alcance, inclusive, outros órgãos dos aparelhos digestivo e respiratório”, explica. Além da azia, outros principais sintomas do refluxo gastroesofágico são dor no tórax, rouquidão pela manhã ou dificuldades para engolir. Em alguns casos, a DRGE também pode provocar a sensação de comida engasgada, tosse seca e mau hálito. Para obter o diagnosticar preciso da doença, o paciente precisa procurar um gastroenterologista, médico que trata doenças do aparelho digestivo, para que ele faça uma investigação. A razão para isso é que a DRGE pode ser diagnostica sem obrigatoriamente realizar uma endoscopia. Para os que já convivem com o problema, o endoscopista André Novaes explica que é necessário mudar alguns hábitos e deixar de consumir... Leia Mais