andré novaes Archives - Multigastro

Doença do refluxo gastroesofágico atinge mais de 24 milhões de brasileiros

Você sabia que aquela sensação de queimação no estômago, que popularmente chamamos de azia, pode ser sintoma da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE)? Apesar de ser mais comum em idosos e gestantes, o refluxo pode atingir pessoas de todas as idades, incluindo bebês. Segundo um estudo nacional, a DRGE acomete 24,5 milhões de brasileiros, ou seja, o equivalente a 12% da população. De acordo com o endoscopista da MultiGastro, André Novaes, o refluxo ocorre quando o esfíncter inferior do esôfago (EIE), não funciona corretamente. “O EIE é um anel de músculo que age como uma válvula entre o esôfago e o estômago. Ele permanece fechado na maior parte do tempo, abrindo para a entrada de alimentos no estômago e fechando, posteriormente, para impedir que o suco gástrico penetre no esôfago. Mas ele pode apresentar uma certa incapacidade e não se fechar completamente, o que permite que esse líquido ácido escape do estômago, atinja o esôfago e alcance, inclusive, outros órgãos dos aparelhos digestivo e respiratório”, explica. Além da azia, outros principais sintomas do refluxo gastroesofágico são dor no tórax, rouquidão pela manhã ou dificuldades para engolir. Em alguns casos, a DRGE também pode provocar a sensação de comida engasgada, tosse seca e mau hálito. Para obter o diagnosticar preciso da doença, o paciente precisa procurar um gastroenterologista, médico que trata doenças do aparelho digestivo, para que ele faça uma investigação. A razão para isso é que a DRGE pode ser diagnostica sem obrigatoriamente realizar uma endoscopia. Para os que já convivem com o problema, o endoscopista André Novaes explica que é necessário mudar alguns hábitos e deixar de consumir... Leia Mais

O que era Uni se transformou em Multi. A UniGastro agora é MultiGastro

Como parte do seu projeto de expansão, a UniGastro, clínica especializada em procedimentos diagnósticos e terapêuticos no campo da endoscopia digestiva, há mais de mais de 20 anos na capital pernambucana, passa a se chamar MultiGastro. O endoscopista Josué Santos explica que a mudança do nome fantasia está alinhada com a ampliação dos serviços, a aquisição de equipamentos de última geração e o crescimento do corpo clínico, que motivou a criação de uma nova unidade em Olinda. “Crescemos em todos os aspectos, e o nome da empresa precisava acompanhar todas essas mudanças”, declara. Já o endoscopista Rogério Brandão afirma que a modificação no nome da clínica foi importante porque Multi remete à ideia de amplitude e crescimento, e é isso que a empresa tem buscado ao longo desses anos. “A clínica tem incorporado à sua estrutura toda a tecnologia disponível no mercado, que permite precisão e segurança nos procedimentos endoscópicos. Vivemos em constante atualização”, ressaltou. De acordo com o endoscopista André Novaes, todos os profissionais da MultiGastro são formados nos melhores centros de endoscopia do país e titulados pela Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED). O grupo é apto a realizar os seguintes procedimentos: endoscopia digestiva alta diagnóstica e terapêutica; endoscopia digestiva alta pediátrica diagnóstica e terapêutica; colonoscopia diagnóstica e terapêutica; colonoscopia pediátrica diagnóstica e terapêutica; ecoendoscopia diagnóstica e terapêutica; CPRE; cápsula endoscópica; polipectomia; mucosectomia; papilotomia; dilatação de estenose e acalásia; ligadura elástica de varizes esofágicas; escleroterapia de varizes esofágicas; diverticulotomia de Zenker; gastrostomia e gastrojejunostomia endoscópica; tratamento de fístulas; hemostasia endoscópica (endoclipe, endoloop, heater probe, etc.); retirada de corpos estranhos; colocação de próteses (esôfago, gastroduodenal, cólon e via biliar); colocação e... Leia Mais